49 3328 4874
ÁREA DO CLIENTE

TOPO

Postado em 04 de Novembro às 09h13

Quais são os tipos de linha de vida existentes?

Tríade Inspeção Industrial - Chapecó/SC Um dos fatores mais importantes para o sucesso de uma empresa é a segurança de seus funcionários. Se nessa área houverem falhas, a qualidade de vida de seus colaboradores...

Um dos fatores mais importantes para o sucesso de uma empresa é a segurança de seus funcionários. Se nessa área houverem falhas, a qualidade de vida de seus colaboradores é colocada em risco, fazendo com que a produção seja prejudicada de muitas maneiras. Os resultados são falhas humanas, processos judiciais e perdas financeiras.

Com os avanços tecnológicos, muitos equipamentos e estratégias foram criados ou aprimorados para melhorar o desempenho das empresas, especialmente na área industrial. Apesar disso, ainda amargamos a quarta posição no ranking mundial de acidentes de trabalho.

As linhas de vida, ou linhas de ancoragem, são equipamentos de segurança essenciais na rotina de quem trabalha em altura. Seu uso correto pode ajudar a diminuir bastante as estatísticas de acidentes de trabalho e tirar nosso país dessa posição incômoda.

Mas, você sabe o que ela é e quais são os tipos existentes?

Bem, linha de vida é um sistema de proteção contra quedas, composto de cabos de aço, cordas, trilhos, vigas metálicas ou fitas sintéticas conectados ao cinto do trabalhador e presas a, pelo menos, dois pontos de ancoragem. No cinto, ela é presa por um trava quedas ou um talabarte, o que permite a realização de trabalhos em altura com proteção adequada contra eventuais quedas.

A NR35, norma que regulamenta o trabalho em altura, determina que os pontos de ancoragem podem ser feitos diretamente na estrutura, ou em uma parte integrante ou ainda em um dispositivo de ancoragem. Todos devem ser previamente dimensionados e receber atenção especial, pois é nesse ponto que o funcionário estará conectado a uma estrutura fixa. Esse ponto deve ser determinado e frequentemente inspecionado por profissional legalmente qualificado em segurança do trabalho.

As linhas de vida são indicadas para todas as atividades realizadas em alturas superiores a dois metros. Podem ser utilizadas, também, em escavações, atividades mineradoras, carga e descarga de caminhões, manutenção de máquinas e equipamentos, pontes rolantes, pipe racks e na construção naval. Além desses, são necessárias, também, quando não existem outros elementos de proteção coletiva capazes de eliminar os riscos provenientes de quedas.

As linhas podem ser móveis ou fixas. O tipo de linha será determinado pelo profissional de segurança de acordo com a atividade a ser realizada. Veja abaixo quais as características de cada uma delas:

  •  Móveis: sua característica principal é a possibilidade de serem montadas e desmontadas durante a execução do trabalho. Isso permite que o equipamento seja utilizado em diferentes tarefas desempenhadas pelos colaboradores, portanto, apesar de serem equipamentos de fácil remoção, não perdem a capacidade de segurança.

 

  •  Fixas: é ideal para realização de atividades que não sofrerão alterações em seu posicionamento. Assim, não se perde tempo com montagem, agilizando o processo produtivo. As linhas devem ser integradas a dispositivos que previnem acidentes, como bloqueadores automáticos, mosquetões, cintas e cordas.


As linhas de vida ainda podem ser utilizadas na vertical ou horizontal, dependendo do local e do tipo de trabalho a ser realizado. Lembrando que, quando usada na vertical, a linha de vida terá de suportar maior peso, em função da gravidade, por esse motivo, são necessárias soluções que fixem melhor o sistema ao ponto de ancoragem, como cabo de aço galvanizado ou inox, calha de alumínio ou inox galvanizado, cabo sintético ou calha/carril de alumínio, inox ou galvanizado.

Como você pode perceber, antes de tomar qualquer decisão sobre esse tipo de EPI, analise muito bem todos os procedimentos a serem realizados, qual é o trabalho a ser executado e leve em consideração o melhor custo x benefício na hora de escolher o melhor equipamento. Mas não se esqueça: a atuação de uma equipe em segurança do trabalho é essencial para uma gestão que visa a redução de acidentes. A Tríade Inspeções conta com profissionais especializados em levar mais segurança para a sua empresa! Entre em contato e faça um orçamento!

    Veja também

    CPN aprova modificações na NR 1825/03 O Comitê Permanente Nacional sobre Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção (CPN) aprovou propostas de aperfeiçoamentos em itens da NR 18 (Norma Regulamentadora Condições e Meio Ambiente do Trabalho na Construção), em reunião realizada nos dias 28 e 29 de novembro, na sede do Seconci-SP (Serviço Social......
    Síndrome da Suspensão Inerte: você sabe o que é?28/06 Também conhecida como hipotensão ortostática, trauma de suspensão inerte e síndrome da cadeirinha, a síndrome da suspensão inerte é resultado das situações em que há queda e o cinto......
    Saiba como executar corretamente o resgate em altura.26/09 Desde 2012, a CLT determina que toda empresa que desenvolva algum tipo de trabalho em altura tenha um plano de resgate e evacuação, não importando o ramo de atuação. Para isso, no mesmo ano entrou em vigor a NR 35 que......

    Voltar para BLOG