49 3328 4874
ÁREA DO CLIENTE

TOPO

Postado em 18 de Janeiro às 16h19

Dicas para quem opera elevadores tracionados à cremalheira

Tríade Inspeção Industrial - Chapecó/SC A NR 18 apresenta as medidas de segurança para atividades executadas em elevadores tracionados à cremalheira. Abaixo, a Tríade relaciona as boas práticas de...

A NR 18 apresenta as medidas de segurança para atividades executadas em elevadores tracionados à cremalheira.


Abaixo, a Tríade relaciona as boas práticas de segurança que devem ser adotadas pelos trabalhadores e operários enquanto utilizarem o equipamento:
- O operador do elevador deve possuir qualificação para a tarefa;
- Verifique sempre se a capacidade máxima de carga (em quilos) não ultrapassa o limite estabelecido;
- É importante assegurar-se de que todos os dispositivos de segurança estão instalados e funcionam bem, como os sensores de segurança das cancelas e o limite de curso inferior e superior;
- Veja se além da cancela externa, existem outras barreiras de proteção;
- Atente se há no interior do elevador placas indicativas de carga máxima permitida;
- Verifique se a rampa de acesso possui piso antiderrapante e guarda-corpo em ambos os lados;
- Certifique-se de que os testes dos freios de emergência são feitos a cada três meses;
- Observe se a lâmpada interna clareia totalmente o ambiente e se ela tem proteção;
- Antes de iniciar o uso do equipamento, tenha certeza de que as duas cancelas, interna e externa, estão bem fechadas;
- O alçapão deve ser usado apenas para acesso dos montadores, eletricistas e mecânicos.
Quanto ao transporte propriamente dito, a NR atenta para as seguintes situações:
- É proibido transportar materiais com as cancelas ou o alçapão abertos;
- Peças longas, que ultrapassam o teto do elevador não devem ser transportadas por este meio;
- Nenhuma peça que atrapalhe a visibilidade do operador em relação às cancelas e sistema de comando devem ser transportadas pelo equipamento;
- No transporte e descarga de materiais, perfis, vigas e elementos estruturais é proibida a circulação ou permanência de pessoas sob a área de movimentação da carga e devem ser adotadas medidas preventivas quanto à sinalização e isolamento da área;
- Na movimentação e transporte de estruturas, placas e outros pré-moldados, bem como cargas em geral, devem ser tomadas todas as medidas preventivas que garantam a sua estabilidade;
- Os equipamentos de transportes de materiais devem possuir dispositivos que impeçam a descarga acidental do material transportado;
- O transporte simultâneo de pessoas e peças pode ser realizado, mas apenas com o operador e a carga. No entanto, deve haver uma barreira física, como uma porta pantográfica.

Seguindo estas orientações, você pode garantir a sua segurança e a de seus colegas. Ao constatar qualquer irregularidade no equipamento, pare a atividade imediatamente e comunique à SST! Lembre-se de que acidentes não acontecem por acaso, mas sim quando há descaso.

E, conte sempre com a Tríade, a sua parceira em segurança!

    Veja também

    Quais são os tipos de linha de vida existentes?04/11 Um dos fatores mais importantes para o sucesso de uma empresa é a segurança de seus funcionários. Se nessa área houverem falhas, a qualidade de vida de seus colaboradores é colocada em risco, fazendo com que a produção seja prejudicada de muitas maneiras. Os resultados são falhas humanas, processos judiciais e perdas financeiras. Com os avanços......
    Saiba como executar corretamente o resgate em altura.26/09 Desde 2012, a CLT determina que toda empresa que desenvolva algum tipo de trabalho em altura tenha um plano de resgate e evacuação, não importando o ramo de atuação. Para isso, no mesmo ano entrou em vigor a NR 35 que......
    INSPEÇÃO DE EPI CONTA QUEDA EM ALTURA: SAIBA COMO FAZER.17/12/18 De acordo com a NR 35, assim que novos equipamentos de segurança para trabalho em altura são recebidos, eles devem passar por uma inspeção minuciosa antes de serem colocados em uso. Esses equipamentos abrangem cintos, talabartes,......

    Voltar para BLOG